avaliação de imóveis

Entenda como funciona a avaliação de imóveis

Você sabe a diferença entre a avaliação de imóveis e a sugestão de preço? Então, vamos lá!

Primeiramente, a avaliação de imóveis é um parecer técnico mercadológico complexo que exige pesquisa de mercado; autoridade sobre o assunto; normas e informações determinadas, além de ser realizada por corretores de imóveis credenciados com o CNAI (Cadastro Nacional de Avaliadores de Imóveis).

E a tal da sugestão de preço, seria o que então?

A sugestão de preço, que em sua maioria não é cobrado nenhum valor sobre o serviço, é embasada apenas no olhar do próprio corretor de imóveis, ou seja, na sua opinião* em relação ao mercado atual e ao imóvel, e por isso serve apenas como um referencial do valor anunciado.

*Art. 3º (Lei 6.530/78) compete ao corretor de imóveis exercer a intermediação da compra, venda, permuta e locação de imóveis, podendo ainda, “OPINAR” quanto a comercialização e/ou locação imobiliária.

Agora que você já sabe a diferença entre os dois serviços, entenda melhor como funciona a avaliação mercadológica.

Como funciona a avaliação imobiliária

O que é avaliação de imóveis?

A avaliação de imóveis, também chamada de Parecer Técnico de Avaliação Mercadológica,  é um documento que determina o valor de um imóvel através de um laudo baseado na pesquisa de mercado com diversas normas e variáveis técnicas.
O objetivo do documento pode ser para fins judiciais ou extrajudiciais, como Financiamentos, Doação, Processo de divórcio, Cisão, Retomada, Partilha de herança, entre outros.

Como é feita a avaliação imobiliária?

As imobiliárias utilizam o Método Comparativo de Mercado que consiste em pesquisar ofertas de imóveis no mercado e compará-las com o imóvel que está sendo avaliado. O documento deve seguir os seguintes critérios baseados nas normas técnicas da ABNT 14.653 e NBR:

  • Localização: A cidade, o bairro e a rua onde está localizado o imóvel é um dos mais importantes pontos que determinam o valor de mercado de forma mais mercadológica.
  • Características: Baseia-se na metragem construída de área útil do imóvel e vagas de garagem para fazer a comparação com as outras ofertas do mercado.
  • Acabamento do Imóvel: O estado de conservação e o tipo de acabamento do imóvel também é avaliado, como previsto pela norma, podendo variar o valor mercadológico da propriedade.
  • Documentação: É analisada toda a documentação do imóvel para a segurança do bem imóvel, fundamental para a garantia de uma operação financeira.
  • Tempo de construção do imóvel:  O tempo de construção é um fator muito relevante que influencia na avaliação. Visando infraestrutura, planta, espaço, manutenção e etc.

Quem pode fazer?

O laudo de avaliação de imóveis oficial é realizado por um engenheiro ou por um corretor de imóveis inscrito no CNAI (Cadastro Nacional de Avaliadores de Imóveis), para isso, o corretor que possui apenas o curso técnico de transações imobiliárias deve realizar também o curso de avaliação imobiliária, promovido por entidades certificados e reconhecidos pelo COFECI (Conselho Federal de Corretores de Imóveis).

Qual o preço do serviço de avaliação de imóveis?

A avaliação imobiliária está presente na tabela do CRECI (Conselhos Regionais de Corretores de Imóveis). E os honorários pelo serviço podem variar de acordo com o Estado e valor do imóvel. As imobiliárias de São Paulo cobram conforme a tabela do CRECI-SP, confira aqui.

A Dmais Imóveis dispõe de corretor credenciado no CNAI apto a realizar o serviço de Avaliação Mercadológica para fins judiciais ou extrajudiciais. Para saber mais, entre em contato!

Print Friendly and PDF

Comente este artigo