Pracinha Oscar Freire, uma pausa nas compras

IMG_3349 (Medium)

A Pracinha Oscar Freire colocou os Jardins no roteiro dos food trucks.

Lojas, restaurantes, bares, cafeterias e, de repente, um parque! Em maio desse ano, a rua Oscar Freire ficou ainda mais descolada ao ganhar o primeiro pocket parque da cidade. Nesse pedacinho de 300 m² que fica no número 974, no trecho, conhecido como Pracinha Oscar Freire, entre as ruas Bela Cintra e Consolação, encontramos um pouco de verde, um quadro negro enorme para uma lista de desejos coletiva, wifi gratuito e uma unidade da livraria Prince Books, especializada em livros e revistas de moda, decoração e fotografia. As escadas do parque também servem de bancos. Dá para relaxar depois de uma caminhada, dar uma pausa na maratona de compras ou simplesmente ler um bom livro.

Mais um motivo para amá-lo de paixão? O espaço recebe também os famosos food trucks, com as comidinhas sensacionais que têm feito muito sucesso pela cidade. No dia em que passamos por lá, estavam a La Peruana, com os famosos ceviches e outros pratos típicos do Peru, e os hermanos do Los Mendonzitos, com o caminhão cheio dos incríveis vinhos da nossa vizinha Argentina. Há um rodízio de food trucks no pocket parque, pois cabem dois por dia apenas. Mas isso é muito bacana porque dá para voltar sempre com o pretexto de experimentar novas delícias.

IMG_3346 (Medium)

A Pracinha Oscar Freire tem um grande quadro negro onde as pessoas podem anotar seus desejos individuais que, junto, viram ideias coletivas.

Construída em terreno privado, onde antigamente localizava-se uma rampa de acesso a um estacionamento, a Pracinha Oscar Freire é uma iniciativa das empresas Reüd, Zoom Arquitetura e Instituto Mobilidade Verde. O conceito de um espaço com verde e espaço de convivência construído em um terreno particular para o uso do público geral surgiu em Nova York no final da década de 60 na 5ª Avenida. A ideia foi do então presidente da CBS, Willian Paley, que encomendou aos arquitetos Robert Zion e Harold Breen um local agradável, com paisagismo, que empregasse materiais duráveis e tivesse baixo custo de manutenção. Desde então o conceito tem se espalhado pelo mundo, como é possível observar nessa galeria de fotos do Instituto Mobilidade Verde. Uma alegria que chegou aos Jardins!

Assunto:
Print Friendly and PDF

Comente este artigo